Cidadezinha qualquer

Van Gogh


Casas entre bananeiras
mulheres entre laranjeiras
pomar amor cantar.

Um homem vai devagar.
Um cachorro vai devagar.
Um burro vai devagar.

Devagar...as janelas olham.

Esta vida besta, meu Deus.

in Antologia Poética, Carlos Drumond de Andrade

2 comentários:

    Tão belo! Tão singelo!
    Muito obrigada por partilhar.

     
    On 21 agosto, 2012 Paula disse...

    Olá Dulce,
    Também achei :D

     

Blogger Templates by Blog Forum