Fátima no Mundo
de
Manuel Arouca e 
Cristina Arouca
´
Uma viagem surpreendente, e emocionante, por todo o planeta, em que visitamos os mais diversos santuários de devoção marianos situados em países como a Alemanha, Polónia, África do Sul, Estados Unidos, Brasil, Coreia do Sul, Itália e China. E onde nos sentimos contagiados pela energia inspiradora e aglomeradora de procissões em locais tão díspares e, por vezes, inesperados, como Macau, Londres, Namacha (Moçambique), Goa e Luxemburgo, entre outros.
Aos santuários e procissões somam-se as histórias inspiradoras de personagens carismáticas com uma forte devoção a Nossa Senhora de Fátima, como o Padre Pio, Madre Teresa de Calcutá, Corazón Aquino ou o Papa João Paulo II; bem como o testemunho de inúmeros milagrados dispersos pelo mundo que viram a sua vida alterada e fortalecida por influência de Nossa Senhora de Fátima.
O livro está dividido em quatro grandes capítulos: Locais de Devoção; Procissões; Personagens com Grande Carisma; Milagres e outra Histórias Extraordinárias.
“Ao percorrer os vários continentes para recolher testemunhos marcantes na identidade de tantos locais, comunidades e vidas de homens e mulheres dos quatro cantos da terra, Manuel Arouca capta histórias de conversão relacionadas com Nossa Senhora de Fátima – histórias fascinantes, pela frescura de amor que revelam“  - prefácio de Aura Miguel.
Manuel Arouca nasceu em 1955, em Moçambique. Aos sete anos, mudou-se para Portugal. Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa, acabou por optar pela escrita de livros, guiões para televisão e produção de documentários. É autor dos livros Filhos da Costa do Sol, Deixei o meu coração em África e Jacinta – A Profecia. Para a televisão escreveu a novela Jardins Proibidos, que revolucionou a ficção nacional.
Cristina Arouca nasceu em Lisboa, trabalhou como como assistente da directoria e coordenação de vários eventos internacionais, nomeadamente torneios de ténis, festivais de jazz,rock e ballet, em Portugal e no Brasil.


Sinopse
Ao lado dos jovens Sherlock Holmes, John Watson, Martha Hudson e do Baskersville, as crianças vão sentir-se verdadeiras detetives. Um livro divertido e com muitos mistérios para resolver. Oferta especial de bloco e lápis de detetive.


Opinião
Todas as ideias concebidas de forma a tornar os clássicos da literatura mundial em obras acessíveis aos mais pequenos só podem ser consideradas de louvar. Este é mais um caso. Um livro louvável que aguça o apetite dos mais jovens, tornando-os mais próximos dos génios que os precederam.
Quando vemos estas adaptações tudo o que temos de fazer é dar-lhes uma oportunidade - a elas e às crianças - para que as gerações se possam não só aproximar como também evoluir.
É com livros destes que os miúdos de hoje serão melhores homens e mulheres do que aqueles que os viram crescer.




Quando tudo lhe falha, só lhe resta partir.

No final de um dia em que foi deixada - duas vezes - e em que matou acidentalmente um ganso, uma jovem mulher anseia por umas férias tropicais, longe do caos da sua vida. Porém, os seus planos são arruinados pelo filho surdo-mudo da sua melhor amiga, deixado ao seu relutante cuidado.

Mas quando o rapaz escolhe os números sorteados num bilhete de lotaria, partem os dois numa viagem de carro pela Islândia, com o porta-luvas atulhado com parte do produto do seu jackpot.

O que começa como uma aventura espontânea vai alterar, de modo inesperado e profundo, a forma como vê o passado e como planeia o futuro. A Mulher é Uma Ilha é o novo romance da autora de Rosa Candida, uma história sobre amigos e amantes, maternidade e auto-descoberta.

O livro aqui na editora


E o que se pode querer mais nesta quadra??
Uma coletânea composta por contos de Natal de escritores portugueses!!
Pois claro!!



A reedição de «Gloria in Excelsis: As Mais Belas Histórias Portuguesas de Natal», antologia organizada por Vasco Graça Moura, está novamente disponível nas livrarias.

Este clássico da literatura de Natal, que se encontrava esgotado há já alguns anos, consiste em mais de quarenta histórias natalícias de grandes escritores portugueses dos séculos XIX e XX, nomeadamente Alves Redol, Aquilino Ribeiro, Eça de Queirós, Ferreira de Castro, Fialho de Almeida, Gaspar Simões, Isabel da Nóbrega, José Eduardo Agualusa, Jorge de Sena, José Régio, José Saramago, Maria Ondina Braga, Miguel Torga, Natália Nunes, Ramalho Ortigão, Raul Brandão, Sophia de Mello Breyner e Vitorino Nemésio, entre muitos outros.

«E sobre o mundo do sono, sobre a sombra intrincada dos sonhos onde os homens se perdiam tacteando, como num labirinto espesso, húmido e movediço, a estrela acendia, jovem, trémula e deslumbrada, a sua alegria. E Melchior deixou o seu palácio nessa noite.»

Para muitos, este será o presente de Natal ideal. Trata-se de uma coletânea que permite atravessar esta época com um verdadeiro espírito festivo bem como dar a conhecer as diferentes celebrações praticadas um pouco por todo o país.


Opinião:
SEDA, é um dos livros mais belos que li este ano.
Antes de vos falar da história em si, ou daquele que nos parece ser o personagem principal (Hervé Jancour), vou falar-vos de Baldabiou.
Balbadiou aparece-nos poucas vezes na obra, mas sempre nas fases mais importantes! A meu ver ele é a mola mestre de toda esta trama. Tudo tem início com ele, mas termina precisamente porque ele abstém-se da última decisão, delegando-a a outro.
Baldabiou é, a par desta narrativa, o personagem que também mais me marcou este ano.
Mas voltando à história em si...
Fala-nos do jovem Hervé Jancour, comerciante de ovos de bichos de seda que prospera. A dada altura o seu negócio é abalado por uma epídemia e Baldabiou aconselha-o a contornar a possível crise, fazendo uma viagem ao Japão, onde encontraria ovos de bichos da seda sãos. E assim acontece:

 Jancour
"passou a fronteira perto de Metz, atravessou o reino de Württemberg e a Baviera entrou na Austria, chegou a Viena e a Budapeste de comboio para depois continuar até Kiev. Percorreu a cavalo dois mil km da estepe russa, transpôs os Urales até alcançar o lago Baical ao qual os habitantes chamavam mar. Desceu pelo curso do rio Amur. Costeando a fronteira chinesa até ao oceano e, quando chegou ao oceano, parou no porto Sabirk durante onze dias até um navio de contrabandistas holandeses o levar ao calo Teraya na costa oeste do Japão"

Jancour, fez aventura, amizade, arriscou, conheceu o amor proibido e voltou quase sempre como um homem de sucesso.

Adorei a leitura e (super) recomendo!!
Se tivesse que dar estrelas no Goodreads, dava 5*


O livro aqui na editora

Dezembro já cá canta!!!!


Este mês e com o apoio da Editorial Presença, temos um exemplar de "A Química" de Stephenie Meyer para oferecer em passatempo aqui na nossa rubrica.
Vocês, já sabem, só têm de partilhar connosco que leituras andam a fazer :)
(as regras seguem a baixo)







Sinopse:
Neste thriller empolgante, uma ex-funcionária perseguida pela agência governamental para a qual trabalhava tem de executar uma última missão para limpar o seu nome e salvar a sua vida.

Ela trabalhava para o governo dos EUA, mas poucos sabiam disso. Considerada uma especialista, era um dos elementos mais ocultos de uma agência tão secreta que nem sequer tem nome. Quando entenderam que a sua ex-funcionária os punha em perigo, tomaram de imediato a decisão de a perseguir.
Agora, ela tem de mudar constantemente de lugar e de identidade. Os seus perseguidores mataram a única pessoa em quem confiava, mas as informações secretas que guarda são uma ameaça. Quando o seu antigo supervisor lhe propõe uma alternativa para sair desta situação, ela crê estar perante a única oportunidade de escapar. Para tal, terá de aceitar uma última missão para a agência. 
Decidida a lutar, prepara-se para o confronto mais difícil da sua vida, mas dá por si apaixonada por um homem que apenas complica as suas possibilidades de sobrevivência.


A Química é romance de tensão permanente. Stephenie Meyer, autora da saga «Crepúsculo», criou uma nova heroína determinada, fascinante e com talentos únicos, demonstrando mais uma vez o que a leva a ser uma das autoras mais admiradas da atualidade.

Ficam as regras, para relembrar...
A cada participante é atribuído um ou vários números dependendo do nº de segundas que participam. Por exemplo, se um participante comentar nas 4 segundas, é atribuído a este participante 4 números, se participar apenas numa segunda, só será atribuído um nº.
São os números que vão a sorteio.
O vencedor, será anunciado sempre na segunda-feira do mês seguinte. 
Os participantes têm de estar atentos, para que depois possam enviar a sua morada para o mail do viajar. Se não o fizerem no prazo máximo de um mês, deixam de ter direito ao livro ganho.
A partir de 2015, o envio dos livros é feito apenas para Portugal Continental e Ilhas.

Por aqui estamos a ler...




E chegou o momento de anunciar o vencedor da rubrica de Novembro!!!

O vencedor é...
João SC

e vai ganhar um exemplar de...


(Fica a foto do comentário do João e a data para que não restem dúvidas)



João SC, tens agora de enviar os teus dados para o mail do blogue!!


A Saída de Emergência vai estar presente na Comic Con , a maior convenção de Cultura Pop que se realiza de 8 a 11 de dezembro, na Exponor,  Porto.

Este ano na sexta-feira, dia 9, das 14h às 16h, vamos ter Cosplay junto ao stand da SDE.

No sábado dia 10, às 14h30, vamos ter a apresentação de TERRARRIUM (edição aumentada e revista) de João Barreiros e Luís Filipe Silva por Miguel Gonçalves. Junto ao stand da SDE.

Lançamento exclusivo de TERRARRIUM para a Comic Con, uma vez que o livro apenas estará à venda para o ano. Esta é uma edição comemorativa dos 20 anos de um grande livro de ficção cientifica, escrito em português.



Neste thriller empolgante, uma ex-funcionária perseguida pela agência governamental para a qual trabalhava tem de executar uma última missão para limpar o seu nome e salvar a sua vida.

Ela trabalhava para o governo dos EUA, mas poucos sabiam disso. Considerada uma especialista, era um dos elementos mais ocultos de uma agência tão secreta que nem sequer tem nome. Quando entenderam que a sua ex-funcionária os punha em perigo, tomaram de imediato a decisão de a perseguir.
Agora, ela tem de mudar constantemente de lugar e de identidade. Os seus perseguidores mataram a única pessoa em quem confiava, mas as informações secretas que guarda são uma ameaça. Quando o seu antigo supervisor lhe propõe uma alternativa para sair desta situação, ela crê estar perante a única oportunidade de escapar. Para tal, terá de aceitar uma última missão para a agência. 
Decidida a lutar, prepara-se para o confronto mais difícil da sua vida, mas dá por si apaixonada por um homem que apenas complica as suas possibilidades de sobrevivência.

A Química é romance de tensão permanente. Stephenie Meyer, autora da saga «Crepúsculo», criou uma nova heroína determinada, fascinante e com talentos únicos, demonstrando mais uma vez o que a leva a ser uma das autoras mais admiradas da atualidade.


O livro aqui na editora


O vencedor do passatempo 

A Vida no Campo 
de 
Joel Neto

é
Inês Agostinho

Parabéns Inês, tens agora de enviar os teus dados para o mail do blogue
Opinião:
De Paulo Coelho li, há alguns anos, três obras - O Zahir, 11 Minutos e o Alquimista. Na altura achei que tinha lido o suficiente de Paulo Coelho. No entanto, quando me chegou ao mail a newsletter da obra "A Espia" fiquei curiosa, pois é uma obra inspirada na vida de Mata Hari (Margaretha Gertruida Zelle). Parti para a leitura, que se fez rápida e gostei muito!
Não é uma leitura complicada, a escrita do autor não me surpreendeu, uma vez que já a conhecia. Quanto à obra em si, gostei de ler um pouco mais sobre Mata Hari, uma mulher que lutou pela vida que achou melhor para si. Foi uma mulher sofrida, uma bailarina, amante ardilosa e espia. Usou o seu corpo e a sedução para garantir um lugar perto dos poderosos, mas de nada lhe valeu na altura da execução.
Gostei da leitura!

SINOPSE
«Tudo o que sei é que o meu coração é hoje uma cidade-fantasma, povoado por paixões, entusiasmo, solidão, vergonha, orgulho, traição, tristeza. E não consigo desenvencilhar-me de nada disso, mesmo quando sinto pena de mim própria e choro em silêncio. Sou uma mulher que nasceu na época errada e nada poderá corrigir isso. Não sei se o futuro se lembrará de mim, mas, caso isso ocorra, que nunca me vejam como uma vítima, e sim como alguém que deu passos com coragem e pagou sem medo o preço que precisava de pagar.» 
Como vocês sabem, ando sempre com o meu Kindle.
Nunca se sabe quando teremos "tempo morto" e em vez de estar a olhar para uma fila interminável nos Ctt, nas salas de espera nos consultórios médicos e afins... A leitura é sempre um meio de nos escapulirmos dali...
A verdade é que também opto por leituras leves no Kindle, desta feita vou iniciar...

Estou Nua, E Agora? de Francisco Salgueiro.


SINOPSE

Alex, uma nova-iorquina, vive uma vida perfeita: acabou o curso e tem um emprego garantido. Está prestes a cumprir os sonhos que desenharam para ela. Mas um desgosto de amor leva-a a viajar pelo mundo. Precisa de se conhecer melhor e ultrapassar os seus medos. Da Tailândia ao Brasil, da Austrália a Marrocos, faz Couchsurfing dormindo em colchões, beliches, camas limpas, camas sujas, parques públicos - até em minha casa, em Lisboa. Nudismo, algum sexo, ilhas paradisíacas, jantares românticos, protestos de rua, festivais no deserto, um encontro com Nelson Mandela, mulheres que disparam bolas de ping pong das suas zonas íntimas - tudo isto faz parte desta história real passada nos sete continentes, ao longo de um ano, que representa tudo aquilo que gostaríamos de fazer.
Há pessoas que cometem erros por se acomodarem e outras que cometem erros por tentarem. A Alex preferiu errar tentando. E vocês?
Por certo já têm uma lista enorme dos livros que gostariam de ter no Natal...

Partilhem aqui na caixa dos comentários a vossa "Book list" natalícia!!


Vocês já sabem!!
Não costumamos dar ponto sem nó!





Esta é uma sugestão para um público juvenil...
(embora todos nós a possamos ler, como vai ser o meu caso ^_^)


O livro que desperta o desejo de aprender e conhecer a matemática. 
Pastor persa do século XIII, Beremiz Samir, exímio no exercício da arte de calcular, é o protagonista deste livro. O enredo ambienta-se no exotismo do Médio Oriente, mesclando aspetos da cultura islâmica, da herança grega e de outras grandes culturas, e reflete com fascinante realismo o clima filosófico, religioso e social da época. No universo narrativo encontramos curiosos problemas e enigmas matemáticos e lógicos, aparentemente complicados mas sempre iluminados pela simplicidade dos raciocínios que lhes proporcionam solução. A ação termina com a tomada de Bagdade pelos Mongóis, em 1258, marco histórico que assinala o fim da hegemonia árabe no Médio Oriente.

O Homem Que Sabia Contar impôs-se como um verdadeiro clássico, uma espécie de As Mil e Uma Noites com várias e lúdicas aventuras dedicadas à Matemática, para aprendizagem e divertimento dos leitores de todas as idades, mas especialmente do público juvenil.

O livro aqui na editora


Qual a coisa, qual é ela, que tem cidades sem casas, estradas sem carros e florestas sem árvores?






Todas as histórias têm duas versões.
Todas as relações têm dois pontos de vista.
Contudo, às vezes, a chave para um bom casamento não está na honestidade mas nos seus segredos.

Lotto e Mathilde, jovens altos e bonitos de 22 anos, estão perdidamente apaixonados e destinados aos maiores sucessos. Uma década mais tarde, o casamento ainda é alvo das invejas dos amigos, mas a realidade afigura-se mais complexa e extraordinária do que as aparências dão a entender. Destinos e Fúrias é o bestseller do New York Times que está a conquistar o mundo. 



Melhor Livro de 2015 da Amazon
Melhor Livro do Ano segundo Barack Obama
Finalista do National Book Award 2015

O livro aqui na editora




A NÃO PERDER!!!!!!!!!!!!!!!



A Topseller, chancela do Grupo 20|20 Editora, tem o prazer de anunciar Into the Water, o novo romance de Paula Hawkins, autora bestseller n.º 1 do New York Times e do livro mais vendido em Portugal desde 2015: o romance fenómeno global A Rapariga no Comboio.
Com lançamento mundial em Maio de 2017, ao qual se juntará a editora portuguesa, Paula Hawkins está de volta com Into the Water, o seu viciante novo romance de suspense psicológico sobre a incerteza da verdade e uma família a afogar-se em segredos. Desconfie de uma superfície tranquila: nunca se sabe o que se esconde por debaixo dela.
Com a mesma intensidade que cativou milhões de leitores de todo o mundo com o seu romance de estreia A Rapariga no Comboio, Paula Hawkins apresenta agora uma história perturbadora, imprevisível e complexa, passada numa pequena localidade ribeirinha. Quando os corpos de uma mãe solteira e da sua filha adolescente aparecem no fundo do rio, com poucas semanas de intervalo, a investigação subsequente descobre uma história labiríntica.
Tal como em A Rapariga no Comboio, o novo romance de Paula Hawkins, Into the Water, apoia-se na forte consciência do que são os instintos humanos e do mal que estes podem causar.

Sobre o novo romance, a editora americana da autora, Sarah MacGrath, comenta: «Into the Water é de leitura urgente, surpreendente e profundamente satisfatória. Paula Hawkins prende o leitor com a intriga, mas tal como no seu último thriller, o mistério do homicídio é apenas uma parte de um todo maior, apenas um dos muitos elementos com os quais os leitores se sentirão envolvidos.
Tal como A Rapariga no Comboio explora o voyeurismo e a auto-perceção, Into the Water interroga a inconsistência da memória e as formas perigosas que o passado tem de se estender até ao presente e ao futuro.» A editora britânica da autora, Sarah Adams, diz: «Novamente, Paula explora as emocionantes profundezas da nossa psicologia, lembrando-nos de que raramente as coisas são como parecem e intimando-nos para que nos tornemos detetives.
Into the Water está repleto de suspeitas e ecos fantasmagóricos do passado. É uma leitura perturbadora, comovente e profundamente satisfatória que me encantou desde a primeira página até à última. Não podíamos estar mais impacientes para a partilhar com os leitores.»

A agente literária de Paula Hawkins, Lizzy Kremer, diz: «Into the Water é um livro incrivelmente negro e tocante. Só a Paula Hawkins podia tê-lo escrito. É um livro duro e original, que consegue ser ao mesmo tempo um thriller extraordinário e um belíssimo romance.”


As palavras...

As palavras têm a leveza do vento e a força da tempestade.
Vitor Hugo
Para que não lhe falte inspiração na cozinha neste Natal, deixamos-lhe um conjunto de sugestões de livros de culinária repletos de pratos e sobremesas deliciosas para a quadra.


A minha filhota tem "Sobremesas 555", são receitas simples e deliciosas!




A Descrição da Infelicidade, do escritor alemão W.G. Sebald, já está nas livrarias, pela Quetzal Editores.

Este é um livro inédito em Portugal, publicado há 31 anos pela primeira vez na sua língua de origem, muito aguardado pelos leitores de Sebald. Consiste numa análise do ambiente psicológico que antecede e condiciona a escrita austríaca protagonizada por grandes nomes - como Stifter, Schnitzler, Kafka, Hofmannsthal, Canetti, Bernhard e Handke - e da ponte que a literatura estabelece entre a infelicidade e o consolo.

«A melancolia, a reflexão sobre a infelicidade consumada, nada tem a ver com o vulgar desejo de morte. É uma forma de resistência. E, sobretudo ao nível da arte, a sua função, está longe de ser meramente reativa ou reacionária. Quando ela, de olhar fixo, pensa uma vez mais no que nos arrastou até aqui, bem se vê que o impulso que leva ao desespero e o que leva ao conhecimento são agentes idênticos. A descrição da infelicidade traz em si a possibilidade de a superar.»

«Tão estranha quão convicente, assim é a força invulgar da linguagem de Sebald, a sua seriedade festiva, a sua maleabilidade, a sua precisão».Susana Sontag
«W.G. Sebald é dotado de uma capacidade percetiva alucinantemente apurada». Der Speigel

Autor de livros incontornáveis como Austerlitzt ou Os Anéis de Saturno, Sebald tem vindo a influenciar novas gerações de escritores, como Teju Cole ou Zia Haider Rahman.




Este mês e com o apoio da Editorial Presença, temos para oferecer em sorteio um exemplar da obra "Os Espiões do Papa" de Mark Riebling




Sinopse
A suposta impassividade do Vaticano perante as atrocidades dos nazis na Segunda Guerra Mundial continua a representar uma das maiores controvérsias da atualidade. A história apelidou Pio XII de «O Papa de Hitler» e considerou-o conivente com a política e ideologia nazi. Contudo, mais do que manter-se distanciado ou cúmplice dos acontecimentos ocorridos num dos períodos da história mais negros, o Papa teve um papel fundamental nos eventos que levaram à derrota nazi. 
O historiador Mark Riebling, baseado em documentos recentemente abertos pelos arquivos secretos do Vaticano e pelo British Foreing Office, apresenta a versão que ao longo de décadas foi encoberta, abrindo as portas do Vaticano para revelar factos surpreendentes na história do pontificado. 
Os Espiões do Papa lê-se como um romance policial baseado na figura do espião alemão Josef Müller, embora seja um relato histórico rigoroso. Mais uma obra magistral na coleção Biblioteca do Século, que vem contribuir para uma nova visão da história.

Ficam as regras, para relembrar...
A cada participante é atribuído um ou vários números dependendo do nº de segundas que participam. Por exemplo, se um participante comentar nas 4 segundas, é atribuído a este participante 4 números, se participar apenas numa segunda, só será atribuído um nº.
São os números que vão a sorteio.
O vencedor, será anunciado sempre na segunda-feira do mês seguinte. 
Os participantes têm de estar atentos, para que depois possam enviar a sua morada para o mail do viajar. Se não o fizerem no prazo máximo de um mês, deixam de ter direito ao livro ganho.
A partir de 2015, o envio dos livros é feito apenas para Portugal Continental e Ilhas.

Por aqui lemos...

 

E vocês?? O que estão a ler??
 

Com mais de três milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, «O Livro Vermelho das Vendas» chega finalmente a Portugal. Ciente de que há empresas que investem milhares de horas e avultados montantes a ensinar os seus empregados «como vender» e de que não é procurada a resposta à pergunta «porque compram» os clientes, Jeffrey Gitomer apresenta um conjunto de elementos que explicam o que leva os clientes a comprar.

Considerando a empatia como o componente mais poderoso de uma relação comercial, o autor explora o ciclo de venda e apresenta 12,5 princípios que ajudarão qualquer empresa a reforçar o relacionamento com os seus clientes e a otimizar os processos comerciais.

Este guia, criado para ser lido e relido com regularidade e para ser utilizado como uma ferramenta de trabalho por todos os vendedores que desejam, ou precisam, vender todos os dias, compila técnicas utilizadas em diversas empresas por todo o mundo, tais como: Coca-Cola, Caterpillar, BMW, Hilton Hotels, IBM, Time Warner, Liberty, Carlsberg, AC Neilsen, MetLife, The New York Post, e centenas de muitas outras.

Com conselhos especialmente direcionados para as equipas comerciais, independentemente da dimensão da sua empresa, «O Livro Vermelho das Vendas» pretende explicar porque é que os clientes compram os seus produtos e serviços. Depois de um longo período no seu estúdio a entrevistar clientes, Jeffrey Gitomer compila sentido comum, informação e pormenores a que se passa despercebido e oportunidades inacreditáveis.





«Quem melhor do que Ann Hood para escrever acerca de emoções e histórias simples? Tocante e memorável.» Jodi Picoult

«A narrativa emocionante de Ann Hood vai fazê-lo sentir-se parte da história! Não vai conseguir parar de ler.» USA TODAY



E se a experiência mais gratificante e inesperada da sua vida nascesse de uma grande desilusão?

Ava levava uma vida tranquila e feliz quando de repente tudo muda: o marido troca-a por uma mulher mais nova e os filhos decidem continuar a sua vida longe de casa e do país. Como fuga à solidão, Ava ingressa num clube de leitura. Além da sua paixão literária, Ava redescobre um misterioso livro da sua infância que a tinha ajudado a superar as mortes trágicas e prematuras da irmã e da mãe.

Por sua vez, Maggie, a filha problemática que todos julgavam estar, finalmente, no bom caminho, abandona o curso em Florença e parte para Paris sem avisar ninguém. Contrariamente à liberdade e paz que esperava encontrar, Maggie envolve-se com um homem mais velho e entra numa espiral de destruição. Até que um inesperado encontro numa livraria a faz repensar a sua vida.

Enquanto procura desesperadamente pela filha e tenta saber mais sobre a autora do livro que fora tão importante para si, Ava vai desvendar segredos que jamais julgou existirem. E vai abrir as portas que irão permitir um novo recomeço para Maggie e para si.


O Outro Lado do Adeus mostra-nos uma história de amor, perda, arrependimento e redenção.



Truth!

*

Já vos aconteceu??

* Visto por aí!

Blogger Templates by Blog Forum