Potterheads

Não sou um Potterhead, mas os que são podem esperar muita acção.


Saibam tudo aqui!

Divulgação!
O José Rodrigues dos Santos publicou um novo livro.
Ah!
Esperem lá.
Isso já não é uma novidade. Chamar-se-ia porventura, Rotina Editorial...
O título? "Vaticanum" e tem esta capa demasiado Brownesca.

Arturo Pérez-Reverte deu uma  entrevista muito interessante ao Público. Convido-vos a lerem-na na íntegra. O autor mostra-se sem papas na língua. Sente-se o seu amor por Lisboa, pela literatura portuguesa, pela Península Ibérica; mas também a sua descrença pela sociedade moderna, o seu pessimismo relativamente à guerra Ocidente/ Islão, a sua crítica tendo em vista o que se perdeu.
Esta é uma entrevista muito inteligente e arrojada, tanto da parte do autor como do entrevistador.


Promoções #73

Hoje e amanhã, nas livrarias físicas!

Agora que o Obama deixará a presidência, lembrei-me de o ouvir com atenção. Não que não o tenha feito antes. Mas lembrei-me de o ouvir mesmo, a sonoridade da sua voz. Talvez esse seu timbre tenha sido a sua maior qualidade.
Se foi um bom líder? Hoje em dia não há bons líderes.

Este filme é muito bom!
Para além de ter excelentes actores, aliás, são 4 e os únicos - sendo, a meu ver, Cristoph Waltz o mais brilhante - possui um enredo brutal. Aliás, não é propriamente um enredo mas sim um desencadear de ideias que parte de uma única acção.
Quem o realizou foi Roman Planski.


O filme evidencia bem até onde chegou a loucura daqueles que habitam neste mundo.


Falha um sonho e acorda de vez (...)
Falha muito como faz quem percebe que ser alguma coisa passa por quase ser (...)
Falha como conseguem os outros (...)
Falha, falha, falha, falha.

in "Manual da Felicidade" de João Negreiros

Uma salva de palmas para... o falhanço do Pedro Chagas Freitas!

Efeito Rebanho

Este é um dos maiores problemas da nossa sociedade:


A diferença é que nós, humanos, fomos feitos para pensar. Não excluindo a capacidade de existirmos em grupo, o que é excepcional, nós somos também seres pensantes. Devemos seguir um grupo quando o grupo pensa como nós, não porque é o mais numeroso ou o mais influente ou o mais cómodo.



Título   O Bando das Cavernas - Fã Nº 1
Autor   Nuno Caravela
Editor   BookSmile
Nr. de Páginas   128


Sinopse
Este livro, vindo dos confins do tempo, está repleto de aventuras e gargalhadas. Tudo por causa de um grupo muito especial de amigos: o Tocha, a Ruby, o Menir, o Kromeleque, o Tzick e o Sabre. Eles são o Bando das Cavernas! O Zeca Aventura, lendário herói dos livros pré-históricos, decide visitar a cidade do Bando das Cavernas. E o Menir, que é o seu maior fã, não podia estar mais contente. Mas a verdade é que o grande aventureiro não é assim tão perfeito como todos julgavam, e só o Menir é que não consegue ver isso. Entre muitas trapalhadas heroicas e aventuras engraçadas, de uma coisa podes ter a certeza: no final, o fã número um deste livro serás tu. Junta-te ao Bando!


Sobre o autor
Nuno Caravela nasceu a 1 de Agosto de 1968 e é um conhecido autor e ilustrador com vários livros publicados. A sua coleção de maior sucesso é precisamente O Bando das Cavernas.
«Com esta coleção pretendo, acima de tudo, divertir e estimular a imaginação dos mais novos, transportá-los ao longo das páginas para um mundo de descobertas, onde tudo é possível. Onde todos os personagens, cada um com as suas diferenças, limitações, defeitos e virtudes, se tornam amigos nos quais se pode confiar e que acompanhamos em qualquer aventura.»

A frase do ano

Hoje
em
dia
qualquer
analfabeto
consegue
um
cargo
politico
importante

Arturo Pérez-Reverte


Mesmo, Arturo. É que tens toda a razão!
A obra eleita foi...


Então, agora só falta marcar a data em que todos iremos partilhar o que achámos do livro.
Dia 21 de Outubro, foi a data escolhida!
Será colocado um post com a minha opinião e a do Vasco e vocês deixam a vossa na zona dos comentários, como habitualmente!

O Vasco!

Pára tudo!!!!
Aquele ali em cima, parece-me familiar!!
Deixa ver...

O DE CAMISA AZUL!!!!
É O VASCO!!!!
(Olha o gajo!!! Já é cabeça de cartaz!!)


Muito já se escreveu sobre Sissi...
Confesso que tenho muita curiosidade...
Agora pela Topseller



«A história magnífica da mulher que lutou incansavelmente para manter um império.» Publishers Weekly

Sissi foi a imperatriz mais marcante no imaginário popular, imortalizada no cinema por Romy Schneider.

Este romance, inspirado em acontecimentos reais, recorda uma das mulheres mais fortes e desafiadoras de todos os tempos.


Sobre o livro:

Em meados do século XIX, a imperatriz Isabel da Áustria-Hungria — carinhosamente conhecida pelo povo como Sissi — já não é a menina ingénua e inocente de 15 anos que casou com o imperador Francisco José, mas a mãe do príncipe herdeiro e a mulher do líder de um poderoso império.

Sissi vive, no entanto, sufocada pelas regras do protocolo real e por um casamento turbulento, e por isso viaja com frequência para a sua propriedade na Hungria, o refúgio onde vive segundo as suas próprias regras e onde pode receber as visitas do conde Andrássy, por quem se apaixonou.

Contudo, trágicas notícias que chegam de Viena vão obrigá-la a regressar e a enfrentar a realidade que tanto a afugenta. Conseguirá Sissi vencer as inúmeras adversidades, as provações do amor e o sentimento de perda e continuar a ser uma imperatriz dedicada?

Estará ela à altura do desafio de manter a sua família unida e o seu direito ao trono?

Capa Pior que Péssima...

Acho que não é preciso comentar!



«Mason Cross é autêntico e tem a sua própria voz. O seu talento único para criar momentos de tensão eleva a adrenalina quase até ao limite.»Daily Mail

«Os leitores vão ficar extasiados.» Publishers Weekly



Sobre o livro:

Se o seu carro avariar de repente, tenha medo, tenha muito medo…

Elas pensavam que ele queria ajudar… Estavam enganadas.

Após uma noite de tempestade, em Los Angeles, a detetive Jessica Allen é chamada ao local onde houve um deslizamento de terras. O motivo? Uma descoberta macabra: foi encontrado o corpo de uma jovem cujo pescoço foi degolado com um corte invulgar.

No mesmo dia, são descobertos perto daquele local outros dois corpos mutilados de maneira semelhante. A detetive descobre que se trata da obra de um assassino que opera há mais de dez anos, sem nunca ter sido apanhado. É conhecido como o «Samaritano» e captura jovens desamparadas, cujos carros avariaram, deixando-as paradas e sozinhas na estrada.


É então que Carter Blake aparece para oferecer os seus serviços a esta investigação policial. O secretismo em volta das suas verdadeiras intenções leva a detetive a desconfiar dele. Mas quando o Samaritano prossegue com uma escalada de assassínios, os dois terão de se unir para o deter de uma vez por todas…



O vencedor do passatempo
"Um Homem Chamado OVE" 

é

Pedro Miguel Tavares de Oliveira

Pedro, envia os teus dados para o mail do blogue!
Vou ler!!


«Como lembrança, como aviso, como pincelada de noite ao alvorar. Como uma pequena fresta no pensar. Dar-te-ei qualquer coisa em que pensar, segredei eu. Ele acordou e não me encontrou no meu da escuridão do seu trauma.»

Aqui está ele: marido e pai, romântico desarranjado e académico apaixonado por Ted Hughes, um homem perdido depois da morte súbita da sua mulher. E ali estão os seus dois filhos, a enfrentarem, como ele, a tristeza insuportável que os engoliu no seu apartamento londrino perante um vaivém de amigos bem-intencionados e um futuro de absoluto vazio.

Neste momento de desespero, são visitados pelo Corvo - antagonista, trapaceiro, curandeiro, babysitter. Este pássaro «sentimental» é atraído pelo luto da família e ameaça permanecer com eles até que não mais precisem da sua ajuda. À medida que o tempo passa, as semanas se tornam meses e a dor se transforma em memória, esta pequena unidade de três pessoas começa a curar-se.

Numa estreia absolutamente extraordinária - parte novela, parte fábula polifónica, parte ensaio sobre o luto -, Max Porter combina sensibilidade e um estilo corajoso, criando um efeito deslumbrante. Carregado de um humor inesperado e marcado por uma profunda verdade emocional, O Luto É a Coisa com Penas marca a chegada de uma nova voz literária, entusiasmante e original.

«O Luto É a Coisa com Penas funciona por causa do que exige ao leitor: já todos perdemos alguém, ou amamos alguém que receamos perder, e por isso o livro convida-nos a preencher os seus espaços vazios e silêncios com o nosso luto, o nosso amor, a nossa esperança, o que transforma esta obra numa experiência de leitura luminosa.» —The Times

«O Luto É a Coisa com Penas mostra-nos um outro modo de pensar o romance e as suas potencialidades, enquanto nos guia por um assunto negro e emocionalmente difícil, página após página, como se fôssemos transportados por asas.» Guardian 


Um livro de Ricardo Gomes
Vou ler!



Sinopse


Aamir veio para Lisboa para tentar sair da pobreza a que parecia irremediavelmente condenado. Os anos passaram entre esquemas e uma indigência banhada a álcool na baixa da cidade. Um acaso mudou-lhe a vida, levando o indiano a acreditar que poderia contrariar os deuses, ousando traçar o seu próprio destino.

Por ler...

Novidade da 20|20 Editora!
Por ler!


Um livro:


Este mês, com o apoio da Editorial Presença, temos um exemplar da obra de Graeme Simsion O Projeto Rosie para oferecer em sorteio aos participantes da rubrica!




Sinopse:
Don é um professor de Genética brilhante mas, por ser pouco sociável, considera que a forma mais simples de encontrar uma companheira consiste em elaborar um questionário. Cria o algoritmo perfeito que permite excluir as candidatas inapropriadas e, assim, evitar incidentes como os que viveu no passado.

Rosie Jarman, apesar de bonita e inteligente, tem todas as características que Don desaprova e é desqualificada de imediato. No entanto, Rosie procura Don por outros motivos e este aceita ajudá-la.

Divertido e comovente, O Projeto Rosie demonstra que o amor desafia toda a racionalidade.

O Projeto Rosie é um bestseller do New York Times, que vai ser adaptado para o cinema. Uma história de amor como não há igual!

Ficam as regras, para relembrar...
A cada participante é atribuído um ou vários números dependendo do nº de segundas que participam. Por exemplo, se um participante comentar nas 4 segundas, é atribuído a este participante 4 números, se participar apenas numa segunda, só será atribuído um nº.
São os números que vão a sorteio.
O vencedor, será anunciado sempre na segunda-feira do mês seguinte. 
Os participantes têm de estar atentos, para que depois possam enviar a sua morada para o mail do viajar. Se não o fizerem no prazo máximo de um mês, deixam de ter direito ao livro ganho.
A partir de 2015, o envio dos livros é feito apenas para Portugal Continental e Ilhas.

Por aqui estamos a ler...

 

E vocês???

The Man Booker Prize 2016

Já saiu a short list para o The Man Booker Prize 2016...
A curiosidade é a origem dos autores. Todos eles são provenientes do Reino Unido, Estados Unidos ou Canadá. Todos com uma grande influência anglo-saxónica portanto.


Vamos aos nomes dos finalistas:
Paul Beaty (Estados Unidos da América) - The Sellout
Deborah Levy (Reino Unido) - Hot Milk
Graeme Macrae Burnet (Reino Unido) - His Bloody Project
Otessa Mosgfegh (Estados Unidos da América) - Eileen
David Szalay (Canadá/Estados Unidos da América) - All That Man Is
Madeleine Thien (Canadá) - Do Not Say We Have Nothing

Destes penso que nenhum esteja publicado em português (corrijam-me se estiver enganado).
A TopSeller não pára...


Uma novidade do grupo 20|20 Editora que promete aquecer o Outono.




Nuno Lopes é um extraordinário actor. Ele que, ainda recentemente, ganhou um prémio em Veneza. Melhor actor, achou o júri. Eu não podia estar mais de acordo, quaisquer que fossem os rivais. Ele está a ir longe e irá muito mais. Até onde não sei. Nem ele saberá.
A primeira imagem que tenho de Nuno Lopes é como comediante.
E, raios, adoro estes três minutos (como adoro muitos outros).


Paula e o fim

Sabem o que é isto?!


A reacção da Paula a duas coisas:

1) quando um livro que adora termina
2) quando eu vou de férias
Esta foi uma acção realizada num jogo de futebol na Holanda, entre o Feyenord e o Den Haag.
O jogo em questão não importa assim tanto quando comparado com o gesto dos adeptos visitantes.
A verdade é que na bancada de baixo estavam presentes muitas crianças convidadas que se encontravam - e possivelmente ainda se encontram - a ser seguidas pelo hospital de Roterdão, localidade da equipa da casa.
Os adeptos rivais levaram com eles centenas de peluches e, a dada altura, arremessaram-nos para que as crianças os pudessem apanhar.
Uma atitude simplesmente maravilhosa!

Aniversário

Pois é.
Para o próximo mês faremos 8 anos de existência.
Não, não desejamos que nos cantem os parabéns. Pelo menos não para já.
O que nós queremos é mostrar-vos que editores decidiram brindar-nos, a nós e principalmente a vocês, com os seus fantásticos presentes.
Fiquem atentos, muito atentos!
Há preferências por esses lados?! Que livros destas chancelas e/ ou grupos editoriais prefeririam?






 


Blogger Templates by Blog Forum