Pois é Vasco, mal vi esta novidade literária lembrei-me logo de ti, pois tens corrido que nem um louco e tens feito tempos de quem ainda vai ganhar a maratona!!
Já sei que a foto da capa tem uma menina, mas aposto que os conselhos são para ambos os sexos!

Fiz o favor de tirar da sinopse as dicas que a Jéssica dá aos corredores, não sei se já os segues, pelo sim e pelo não aqui ficam!

"- Escolha as sapatilhas certas de acordo com as características da sua passada
- Conheça os exercícios para aprender a controlar a respiração durante a corrida
- Equipamento ideal e os gadgets essenciais para potencializar a sua corrida
- O que comer antes e depois dos treinos e das corridas
- Erros que não deve cometer durante as provas
- Como manter a motivação: tenha uma cabeça de campeão.
- Truques para combater as dores e incómodos comuns durante as provas
- Conheça os exercícios de aquecimento e alongamento mais adequados
- Planos de treino para passar da caminhada às corridas, para corridas de 5, 10, 15 quilómetros, para se preparar para a meia-maratona ou para a grande prova: a maratona."

Boa corrida Vasco!

Imagens que falam #2

* Por vezes devemos fazer aquilo que dizem para não fazermos; noutras ocasiões, porém, devemos parar de fazer aquilo que dizem para não fazermos *


Por aqui lê-se:


E por aí?

Momentos nonsense #16


Percebo que o mundo editorial se mova pelo que vende.
Percebo isso e muito mais.
Percebo que se lancem livros em certas alturas como se estivéssemos em época literária alta.
Percebo embora não concorde. Quando somos fiéis a nós próprios não queremos saber do Papa só porque é Natal, não queremos emagrecer só porque é Verão, não queremos ter o cabelo grisalho só porque as mulheres suspiram pelo Clooney. Bem... hum... OK...
Mas é irónico haver uma espécie de imposição de livros promovendo a não-ditadura através de uma espécie de ditadura.

Livros que espero ler (VI)

Meu Deus, até fiquei com palpitações, como disse a minha amiga Norma Gondar!
Tudo por culpa do novo livro do m-a-i-o-r!
Sim, o m-a-i-o-r!
Há mais um ou outro a quem poderia chamar o m-a-i-or e a Paula sabe quem é (são)...
Mas já vos disse que este é o m-a-i-o-r?
Um agradecimento especial à Odete Silva pela excelente notícia.


Do autor li...

Imagens que falam #1

* Aquilo que importa está sempre presente, só que às vezes não o vislumbramos; só às vezes *


E porque não tenho só um "ódio" de estimação (salvo seja, que eu não odeio ninguém), adivinhem qual é o segundo...
(novamente, não espero ferir a sensibilidade de ninguém...)

Então as pistas:
É loira! Cabelo comprido!
É magra (e parece que faz disso bandeira)
Na opinião dela é uma grande escritora!

Mais pistas?? SEI LÁ! Deixem ver...
Ah, saiu um filme baseado num livro da dita senhora!!

Who is it??


Momentos Nonsense #15




Diálogo íntimo entre duas amigas

"Ama-lo?"
"Amo!"
(silêncio)
"Oh! Tu mereces alguém à tua altura! Fico feliz por ti!"



Diálogo íntimo entre dois amigos

"Ama-la?"
"Hum... Amo."
(silêncio)
"AHAHAH... Com essa idade toda ainda não aprendeste? Fixe, mais sobra."



E para ajudar na aprendizagem da pequenada a 
dá uma mãozinha!


A 15 de Abril nas livrarias!

Sinopse
Aprender nunca foi tão divertido! Este livro contém respostas escondidas - que podem ser reveladas com a lupa mágica incluída - para cada tabuada até à do 12. Para te divertires ainda mais tens também problemas e quebra-cabeças que transformam este desafio em pura magia!


Bom dia!
Por cá estamos com o livro escolhido para a leitura conjunta.


E por aí?

Livros que espero ler (V)



Sinopse

Os caracóis que vivem no prado chamado País do Dente-de-Leão, sob a frondosa planta do calicanto, estão habituados a um estilo de vida pachorrento e silencioso, escondidos do olhar ávido dos outros animais, e a chamar uns aos outros simplesmente «caracol». Um deles, no entanto, acha injusto não ter um nome e fica especialmente interessado em conhecer os motivos da lentidão. Por isso, e apesar da reprovação dos outros caracóis, embarca numa viagem que o vai levar ao encontro de uma coruja melancólica e de uma tartaruga sábia, que o guiam na compreensão do valor da memória e da verdadeira natureza da coragem, e o ajudam a orientar os seus companheiros numa aventura ousada rumo à liberdade.

BTT- Preços



O preço de um livro afecta a tua decisão de compra? Esperas por edições mais baratas?

_________________________________________________________________________________

Sim e não, depende do livro! Se é um livro que quero muito ter, então compro. Se for um livro que tenho apenas curiosidade, afecta sim! Não compro!
Actualmente prefiro comprar livros usados! Já lá vai o tempo em que comprava livros aos molhos, agora sou mais cuidadosa, mais criteriosa... 

E vocês? Como fazem?

Quem é quem desvendado XV

É o Pedro Guilherme-Moreira
Ele mesmo!!




Autor da obra "Livro Sem Ninguém" alvo da nossa leitura conjunta aqui no blogue!

A D. Quixote publica inédito de António Tabucchi



Eu diria que não é só para a Isabel, diria que é também para quem gosta de algodão doce!!

(ahahahahaah)

Começo a pensar, no que diria o próprio autor desta capa!!

Não sei se gosto da capa ou não... gosto do vestido, gosto da mala, da paisagem... mas sinto que lhe falta a cabeça!! Talvez depois de ler o livro me decida! 
Espero  não ferir, com este post, a sensibilidade de ninguém, mas já não posso ver mais divulgações ao livro do "nosso" Valter Hugo Mãe!!

(nem é necessário colocar aqui a foto, nem referir o nome da obra! Já toda a gente sabe, conhece e viu!!)

As divulgações da apresentação do livro não param de chegar à caixa de correio! Safa! É quase às dezenas e sinceramente acho graça quando é referido que a entrada para a apresentação é gratuita! Mais seria!

Momentos Nonsense #14

Ocasionalmente ouço...

"Ah, que sorte, o teu metabolismo é teu amigo..."

ou

"Deves ter uns bons genes, já eu tenho menos sorte..."

ou

"Se eu tivesse tempo, se não chovesse, se não estivesse tanto sol, também estaria assim, ou melhor até...!"

Não respondo, mas penso:

AQUI ESTÃO OS MEUS GENES E O MEU METABOLISMO:
Dão é trabalho como o caraças!
(Esta foto não foi tirada da net, mas sim da varanda lá de casa)

Quem é quem? XV



Hoje, o "Quem é quem?" é um pouco mais difícil (acho eu).
Quem saberá dizer quem é o rapazinho que veste a camisola nº 3???
Pistas:
É escritor
A foto foi tirada em Espinho
A data da foto... consta que é de 1983!

E já dei pistas a mais!! Tentem lá adivinhar!


Bom dia!
Por aqui continuamos com os livros da semana passada:

E desse lado?

Livros de dois amores

Existem livros que se unem a um segundo amor. 
Isto partindo do princípio que o próprio livro é um dos amores.
No meu caso, tenho a sorte de um dos escritores "da minha vida" partilhar do mesmo prazer que eu.

A Leitura e a Corrida - Dois Amores


O Murakami, algures no Japão, e eu, em Viana do Castelo, onde bati o meu recorde na distância de 10 km (oh yeah).

PS: aviso desde já que se houver outro post "livros de dois amores" será relativo ao Pinto da Costa, não quero saber!

BTT- Anotações

Quando lês, escreves nos teus livros? Fazes anotações? Sublinhas?


________________________________________________________________________________

Eu faço isso tudo, anotações, sublinhados, dobro as páginas em cima e em baixo... um autêntico horror. Já me disseram, em tom de brincadeira, que a minha "biblioteca" não vale nada!
Hoje comemora-se o centésimo aniversário de Marguerite Duras.



 Sabia que…

*Nasceu em Gia Định, atual distrito de Bình Thạnh em Saigon (Cidade de Ho Chi Minh),
*Estudou Direito
*Mudou o apelido de família de Donnadieu para Duras, nome de uma vila do departamento francês, onde o seu pai residia.
*Algumas das suas obras foram adaptadas ao cinema.
*Morreu aos 81 anos de Cancro

Lembremos algumas obras…

O Amante;
O Amante da China do Norte;
A Dor;
O Deslumbramento.


* Informação retirada da Wikipédia




Sabem que uma pessoa que gere blogues - a Paula de forma exemplar e eu nem por isso - de vez em quando olha para as estatísticas. Elas ajudam-nos a compreender determinadas coisas.
Bem, como diria muita gente: vale o que vale.
Mas eu fiz, em tempos, uma opinião de um livro. Polémico e bruto. Um excelente livro.
Vai daí que reparei que os cliques dos leitores que acediam à tal opinião eram às carradas. Como pipocas saltitantes naquelas máquinas ambulantes e cheias de gordura. Centenas delas que parecem nunca mais acabar. E penso que os acessos ainda agora começaram.
Então uma luzinha acendeu-se no meu micro-cérebro. Micro e inculto segundo ouvi dizer recentemente.
E lembrei-me de procurar nas definições do blog que palavras tinham sido pesquisadas no top de acessos à nossa página. E eis que me deparo com um pico brutal.
Em primeiro lugar, bem destacado da concorrência, estava uma palavra: porno.
Pois. Há uns tempos, não muitos, fiz a opinião do "Porno", do grande Irvine Welsh.
Portanto, se doravante começarem a ver onde se podem comprar algemas cor-de-rosa ou lubrificantes comestíveis na barra lateral da página não se admirem; é tudo por uma boa causa.
Já agora, espreitem lá a opinião, seus tarado(a)s.


PS 1: permitam-me que aproveite discretamente este post para angariar mais cliques: porno, porno, porno, porno. Pode ser que caso haja muitos pornos o google nos dê prioridade. (porno)
porno
porno
porno

PS 2: Viram a bolinha vermelha no canto? Muita classe, ah? (prono - isto é por causa dos pré-adolescentes que pesquisam com tanta ânsia que trocam as letras - prono)
O livro mais votado para a nossa 6ª leitura conjunta aqui no blogue foi a recente obra de Pedro Guilherme-Moreira Livro Sem Ninguém.

A colocação dos comentários fica agendada para 5 de Maio!

Já sabe! Leia e comente connosco!




Pedro Guilherme- Moreira:“Nascido no Porto no Verão de 1969, chegou com 7 anos às mãos da professora Laura sem saber fazer contas de dividir; ela ensinou-o e ele pagou-lhe com uma fábula. Aos 11, entre rapazes de 16 e 17, empatou o primeiro lugar dos jogos florais da escola com um rapaz de 12, hoje um conhecido político. Aos 13, perdeu para o mesmo menino, mas levou o 2.º e o 3.º prémios. Aos 16, ganhou (finalmente sozinho), porque o menino político entrou na Universidade. No ano seguinte entrou ele, na de Coimbra, e andou com Torga no trólei 3, mas nunca se falaram. Profissionalmente, foi dos primeiros advogados a ganhar o Prémio Lopes Cardoso, com um artigo publicado, primeiro, na prestigiada Revista da Ordem dos Advogados e, depois, em livro. Aos 25, decidiu publicar apenas aos 40, porque queria saber, e escrever, mais. Em 2012 foi agraciado com o prémio de poesia do Museu Nacional da Imprensa. A Manhã do Mundo aparece a meio do seu «dia», sendo o seu primeiro romance.”* O seu segundo romance, já sabemos qual é, é este que vamos ler “Livro Sem Ninguém”, finalista do prémio Leya.


Sinopse
Na rua do arco-celeste há sete casas, cada uma de sua cor; e também um café, uma horta, um jardim, uma florista, uma sucata, um infantário e uma escola. Mas, embora lá vivam pessoas - que frequentam o café, trabalham na horta, lêem no jardim, compram flores para oferecer a quem amam, se desembaraçam dos seus podres ou jogam à bola no recreio -, esta história é contada apenas pelas coisas que lhes pertencem à medida que vão mudando de lugar, e por isso se diz que o livro é sem ninguém. E, ainda assim, durante este ano extraordinário, acontece de tudo na rua: há quem se apaixone e quem se separe, quem nasça, quem morra, quem mate e até quem, depois do trauma, consiga uma vida nova. Mas, como em todas as ruas, havemos de encontrar nesta preconceitos, dúvidas, alegrias, segredos e desgostos. Enquanto isso, o tempo vai passando sem darmos por ele, mas a montra da florista e o que se colhe ou semeia na horta nunca nos deixam perder do mês em que estamos.
Num romance profundamente original, a um tempo cru e delicado, poético e realista, Pedro Guilherme-Moreira usa o microcosmos da rua para desenhar o retrato da sociedade contemporânea e abordar temas tão polémicos como a xenofobia, a violência doméstica, a repressão sexual ou o envelhecimento. E - miraculosamente - sem precisar de ninguém.

Até lá, boas leituras!!

*informação retirada da Wook
MARÇO

Vasco: Sabem que mais?!
(Leitores:) Não!
Vasco: Estou chateado!
(Leitores:) Oh não!
Vasco: Sabem porquê?!
(Leitores:) Porquê?
Vasco: Porque queria fazer o mapa das leituras e o raio do google actualizou a porcaria do programa. E andei durante horas e horas às aranhas! Ainda por cima sem resultado! Mas pronto!  Como eu sou um gajo parvo, peguei nas folhas e nos lápis da minha filha e resolvi a situação. Não quero saber! A Paula está maldisposta, por isso eu também estou!
Vai assim. 
E mais! Não sou perito em geografia, muito menos em ilustração. Se algum país estiver incorrecto processem-me no tribunal do vosso concelho, mas tenham em atenção a reformulação do gOVERNO (as maiúsculas estão propositadamente ao contrário como forma de protesto ao governinho), porque às tantas ainda terão de se deslocar uma série de quilómetros para serem ouvidos por um juiz (Ah-Ah). 

EUA/ Portugal/ Alemanha/ Áustria/ Eslováquia/ Roménia/ Turquia (só pintei Istambul para que a coça que dei à Paula não se revelasse tão evidente)

Sinopse
Numa cidade sem mulheres, os homens revelam a sua verdadeira natureza.
Todas as mulheres são expulsas de uma Cidade-Estado, as suas memórias apagadas. Um grupo de amigos - Ele, Mau e Grande - cresce nesse universo exclusivo de homens em que o pugilismo se tornou no desporto nacional, a força física uma qualidade e as emoções um sinal de fraqueza. Eles atravessam a decadência da Cidade nas suas motos, procurando o perigo e as lutas de rua. Mas um dia enfrentarão o resto do mundo, as mulheres, e terão de confrontar-se com a brutalidade da sua própria natureza.
 O coração dos Homens vai ao fundo da amizade masculina, fala da contenção dos sentimentos, da solidão, dos impulsos sexuais e do corpo como único instrumento de prazer.

Opinião
Grotesco. Macabro. Coerente.
“O Coração dos Homens” é um livro muito curioso. Trata-se de uma história escrita por um homem que ridiculariza os homens, não o Homem, homens mesmo.
O autor faz algo muito simples, o que não quer dizer que seja fácil, porque não será. Pega num local – qualquer, não importa onde –, dá vida a uma personagem que parece ser escolhida ao acaso – uma qualquer, não importa quem –, rouba as mulheres do tal local e deixa lá ficar os homens. E toda a trama gira em redor da uma humanidade de homens perdidos sem mulheres que possam indicar-lhes um caminho. Ao longo dos capítulos, conhecemos a vida do protagonista – e de dois dos seus amigos –, desde a infância até à idade adulta, e, pelas razões mais óbvias, o resultado é tenebroso.
A ficção é, a meu ver, uma mescla de distopia e de romance. Na verdade, estes dois conceitos embrulham-se de tal forma que acaba por não ser uma coisa nem outra. Isto porque ambos os conceitos são de um antagonismo perfeito, visto que os valores impostos pela sociedade que envolve o enredo não permite que as personagens tenham a sua vivência como se vê na maior parte dos textos.
Toda esta forma de ver as coisas deixa-nos de certa maneira doridos, mentalmente doridos. Porque sabemos que tudo o que lá sucede não é impossível que suceda na vida real, bastando para isso apenas que meia dúzia de passos sejam dados, não de homens, mas antes do Homem – tal como os do Neil.
Gostei imenso deste livro e fiquei sem saber se o modo de escrita do autor é simples e directo, sem recurso ao sentimentalismo nem ao lirismo, ou se ele se terá adaptado àquilo que desejava transmitir, ou seja, personagens insensíveis e cegos por valores absolutamente inaceitáveis. Por isso, já comprei o último livro do Hugo Gonçalves, acerca do qual reservo as melhores expectativas.
Depois de Valter Hugo Mãe, ter visto este post, quis redimir-se e contactou-me pessoalmente, não fosse o Atlântico, um café numa esplanada teria sido possível!
Mas vamos ao que interessa. E o que interessa é que o autor, ofereceu a este blog, 300 exemplares da sua última obra "Desumanização"! Sim, 300 (trezentos) leu bem!! O homem, é tudo ou nada!!!
Eu até disse: -Valter, não são necessários tantos, mas ele fez questão, dizendo: Não, Paula eu insisto!!



Então, para tentar ganhar um exemplar, basta deixar um comentário aqui neste post! Sim -_- apenas um comentário!!

Passatempo válido durante o dia de hoje (1 de Abril)

Ps- Claro que é tudo uma grande mentira, pois o homem nem uma entrevista concedeu ao blogue, quanto mais 300 exemplares de oferta -_-


Por aqui lê-se...


E por aí?

Quem é quem desvandado XIV


Vocês adivinharam logo à primeira :P

Ernest Hemingway

Da próxima, coloco uma fotografia de um autor em bebé -_-


Vote na 6ª leitura conjunta

Para a 6ª leitura conjunta, não fomos nós que pensámos na maior parte dos livros apresentados. Foi a Lígia, seguidora do blog.
Aqui estão as obras seleccionadas:

"Biografia Involuntária dos Amantes", João Tordo
"Meio Sol Amarelo", Chimamanda Ngozi Adichie
"Livro sem Ninguém", Pedro Guilherme-Moreira
"Vida Roubada", Adam Johnson

Podem votar até 2 de Abril, através da barra lateral.

As vossas selfies...

Depois do nosso pedido, aqui estão as vossas selfies:



As exóticas administradoras do blog literário FLAMES, Mariana e Roberta


A misteriosa - e bem acompanhada - Helga Rosa


A nossa Teresa Carvalho 
(que lindos olhos Teresa!!!)


A amiga Maria Manuel do blogue 


A talentosa Titinha Caeiro


O nosso amigo José Santos autor do livro


A bela Lígia, antes e depois do sol aparecer


A simpática Margarida Rodrigues


A descontraída Fernanda Azevedo Rocha


Os divertidos Paulo, Cris e Elsa, parceiros do blog Efeito dos Livros


A devoradora de livros Dulce


A nossa querida Odete Silva


Almeida Maia, autor de "Capítulo 41"
e
A página do autor aqui


Liliana Novais, directamente do seu sofá


A escritora Carolina Cordeiro, autora de "No Meu Tempo"


Obrigado a todos os que se juntaram a nós!

Blogger Templates by Blog Forum