O romance desenrola-se à volta de dois personagens, são eles: Kafka e NaKata.
Kafka é um rapaz de 15 anos que foge de casa, para que a profecia que o pai lançou sobre ele não se concretize.
Nakata é um homem cuja meninice foi afectada por um acontecimento estranho aquando de uma ida à montanha com a sua professora e os seus colegas.
Na história, estes dois personagens não se cruzam, mas as suas acções estão interligadas.
Ao longo de todo o romance, Murakami dá-nos a conhecer aspectos da cultura japonesa, nomeadamente: gastronomia, termos utilizados, ditados, músicas populares e poetas.
Há uma frase no romance, que se revela importante para Kafka do poeta Yeats “a nossa responsabilidade começa nos sonhos”
Quando iniciei a leitura de Kafka à Beira Mar e no decorrer da mesma, pensei que os enigmas que iam surgindo iriam ser desvendados ao longo da história. Contudo, novos enigmas interessantes foram surgindo e então “percebi” que não tinha de os desvendar, tinha apenas que os entender como parte integrante da história (não sei se quem já leu o livro sentiu isso, no entanto eu assim senti). Pois o livro, não fala do fantástico com o intuito de o querer explicar, simplesmente, os acontecimentos remetem o leitor para o fantástico. Gostei muito de o ler embora o recomende com alguma reserva. Pois, muitas vezes quando iniciamos uma leitura temos por objectivo chegar ao fim e ter uma conclusão obvia. Neste excelente livro de Haruki Murakami, isto não acontece. Muitas dúvidas persistem quando chegamos ao final.
Classificação: 5

18 comentários:

    Foi o primeiro livro que li de Murakami e sinceramente não gostei muito. Estava à espera de uma história com um outro tipo de desenvolvimento. Achei o livro muito extenso e parado. se calhar por isso é que não li mais nenhum dele, apesar de ter mais dois em casa do autor: Os Passageiros da Noite (que ganhei através do passatempo wook), Sputnik Meu Amor.

     

    Além disso, o que eu mais gostei neste livro, e aí tenho de ser sincera, foi a capa. tem a cara linda da minha gata betinha :)

     
    On 09 março, 2009 Lucie disse...

    Ler Murakami esperando uma "conclusão óbvia" é o maior erro que podemos cometer!!!
    Como tu disseste, e nisso concordo plenamente, Murakami transporta-nos para o fantástico, para uma realidade em que se controem milhares de realidades, onde uma história conta muitas histórias... as conclusões, essas, não as escreve, deixa-as a cargo do leitor!!!
    Eu adoro Murakami, talvez por isso, não sei explicar... já li tudo o que há editado em português, já li algumas obras em inglês e em todas eles encontrei diferentes razões, diferentes vidas, diferentes pessoas, diferentes mundos e com todos os livros algo mudou, sempre!!!
    É um autor que não deixa margens para dúvidas, ou se gosta à primeira, ou, então, esquece, não há margem para segundas tentativas, porque ficamos completamente condicionados!!!
    Obrigada pela tua opinião, gostei muito, mesmo!!!

    :)

    Beijito

     

    Só li um livro deste autor e foi o "Sputnik, Meu Amor". Fiquei com imensa vontade de conhecer algo mais dele. E este parece-me uma boa sugestão, até porque gosto de Kafka! :)

     
    On 10 março, 2009 Maggie disse...

    Tem um selo no meu blog, para este blog de viagens magníficas.

     
    On 11 março, 2009 Janna disse...

    Bom dia...tem vários selinhos pra vc no meu Blog....BjOs

     

    ainda não li este de haruki mas espero ler em breve! adoro os seus livros, a escrita, as personagens, as mensagens que transmite :D

    obrigada paula pela visita no meu blog :D

    e é um prazer seguir este pois estou adorá-lo!

     
    On 11 março, 2009 Tétis disse...

    Olá Paula,

    Infelizmente (ou talvez não!...), nesta fase da minha vida, tenho leituras obrigatórias que não me deixam tempo algum para ler "aqueles livros" de que gostaría. Este autor que agora aqui colocas é um dos que tenho muito interesse em conhecer.

    Mas, enquanto essa minha disponibilidade para leituras não obrigatórias não chegar, vou passando sempre aqui por este teu belíssimo blog e assim "actualizo-me" e viajo pela leitura...

    Um beijo amigo.

     
    On 12 março, 2009 flicka disse...

    Pois... é uma pena não ter uma conclusão no fim... mas às vezes, é bom assim: deixar-nos a imaginar como irá acabar, não é? Mas confesso que prefiro histórias com conclusões feitas. lolol...
    Tenho esse livro, não sei quando é que o irei ler... :-/ Comprei-o e portanto tenho que o ler. Enfim.

    P.S.- Já vi o slide, tens um grande recorde de prémios!! lolol... Mereces pois o teu blog é muito bom :)*

     

    Ainda não li nada deste autor mas começo a ficar curiosa. :)

     

    Tenho uma curiosidade imensa em relação a este autor, mas ao mesmo tempo um certo receio porque fui criando expectativas bastante elevadas com o frenesim de volta de algumas obras dele... Tenho ali à espera o "Sputnik, Meu Amor" para tirar a prova e ver se depois me aventuro num dos livros maiorzitos ;)

     

    Paula, "Kafka à Beira-Mar" é um dos meus livros preferidos !
    É tão bom quando te deparas com um fim em aberto ... podes dar asas à tua imaginação ! ;)

    Bjinhos

     
    On 13 março, 2009 Paula disse...

    Maria Manuel:
    Também tenho Sputnick Meu Amor e acho que vou gostar :)
    E tens razão, o gato da capa do livro, realmente parece a tua gatinha que é uma fofa :)

    Lucie, Tons de Azul e Migalhas:
    O próximo a ler do autor é Sputnick Meu Amor

    The-door-to-my-imaginarium:
    Se gostas da escrita do autor, vais adorar este de certeza.

    Livros e Outras Coisas:
    Gostei muito, embora o recomende com reservas, como já referi, devido ao final que fica em aberto. Mas sem dúvida que vale a pena ler.

    Butterfly:
    Kafka à beira-mar é realmente "fantástico" ;)

     
    On 13 março, 2009 Paula disse...

    flicka:
    Gosto de histórias com final, mas também gosto de finais em aberto, podemos dar largas à imaginação :)

     

    Li este livro e adorei!

     

    :) Tenho a certeza que também vais gostar! Depois logo nos contas!

     

    Ler Murakami é um prazer, um vicio, um querer parar e não conseguir.
    Já li vários livros dele (infelizmente ainda não tive oportunidade de ler todos) e, cada um representa um prazer acrescido. Se repararem - os que gostam, obviamente - há personagens que como se se perpetuam, passando de um romance para o outro. Gostaria, se tiver oportundade, de fazer um estudo de algumas personagens, confirmar a sua continuidade, embora transfigurada.
    Deixa-te levar por ele, deixa que te conduza pelo mundo do mistério e verás que vais gostar.

    Boa leitura!

     

    Como acontece com uma grande parte dos livros que compro, este resultou de um impulso: Gostei do título!
    A partir desse dia nunca mais parei de ler Murakami - estou a iniciar Norwegian Wood.
    Excelente e viciante, Murakami é um forte candidato ao Nobel.

     

Blogger Templates by Blog Forum