Opinião:
Evocando os tempos em que Portugal detinha colónias em África, entre as quais Angola, Ludgero Nascimento dos Santos, faz-nos reviver aquele passado remoto relatando acontecimentos e lugares pelos quais certamente nutre recordações.
É notório que tudo o que nos é contado pelo autor é feito de uma forma simples e muito verdadeira. É visível que o relato não é fictício, sentimos que quem escreve viveu por perto de tais acontecimentos. A estória certamente é fictícia, o que quero dizer é que o que é dito da guerra, das gentes e da própria Angola é dito por alguém que lá passou, viveu e sofreu.
Com personagens bem caracterizados temos a história da bela Diana, a menina que se torna mulher do capitão por conveniência. Tendo ficado órfã muito cedo, vê no casamento uma oportunidade, um recomeço em Angola.
Nesses tempos misturavam-se as duas imagens opostas que temos da África “portuguesa”: por um lado a terra da esperança para tantos compatriotas nossos; por outro, a terra tingida de sangue, a partir de 1961.
Em Angola, a mulher do capitão apaixona-se pelo Alferes Luís, mas a reputação do marido parece estar acima de tudo, no entanto a frágil Diana não desiste até vingar o seu amor. Através desta personagem feminina, adquirimos conhecimento de como vivia a “sociedade Portuguesa Militar” em Angola, os seus caprichos, as suas exigências e a sua prepotência. Damo-nos conta também do quanto a guerra colonial foi desigual e injusta para com os seus “filhos”, uma vez que as suas gentes eram obrigados a lutar contra os seus próprios irmãos… em prol dos patrões... Mais do que um conflito entre países, esta foi uma guerra entre povos que se haviam habituado a viver em comum; quase diria, entre povos irmanados pela História, mas divididos pela política e pela guerra.
Esta foi uma obra que me deu prazer ler, tem uma linguagem simples, uma estória bonita de um amor possível, mas que as condições o tornaram impossível e sobretudo, porque se nota que foi escrita sincera e fluentemente.
Parabéns ao autor pela sua forma de escrita e obrigado pela oportunidade desta leitura.

Sinopse:
Um Romance intenso, apaixonate, que transporta o leitor a um tempo de amores proibidos e sentimentos fortes, mas também de relações de aparências, guerra e morte.Porque há histórias de amor que têm de ser contadas.

4 comentários:

    On 20 agosto, 2011 Ana disse...

    Olá,

    Tens mesmo de ler "O Perfume da Savana"!

    Boas leituras!

     

    Adorei a viagem até aqui. Enquanto caminhava olhando as prateleiras, dei comigo a desfolhar diversos livros que me cativaram o interesse :)

    Ficarei por aqui :)

    Abraços,

    Rosicler

     
    On 22 agosto, 2011 Paula disse...

    Ana, é o próximo livro que vou pegar ;)

     
    On 22 agosto, 2011 Paula disse...

    Rosicler,
    Bem vinda ao blogue e espero que venhas mais vezes ;)

     

Blogger Templates by Blog Forum