Este livro foi o escolhido para a leitura conjunta do blogue Destante, aqui fica o meu comentário sobre o mesmo.
.
(atenção contém spoilers)
.
Dr Eugénio é o nosso personagem principal que é marcado desde tenra idade pelos preconceitos da sociedade em relação à pobreza, em que vivia e da qual não se consegue libertar. Primeiro uma pobreza material, depois uma pobreza interior. Tornando-se na idade adulta uma pessoa infeliz e constantemente insegura. Enquanto criança nunca se orgulhou do pai, um alfaiate pobre que trabalhava muito, mas que só conseguia trazer para casa pouco mais do que dívidas. Por este homem que o colocou no mundo, nunca conseguiu nutrir sentimentos. Na sua casa nunca faltaram valores, educação, comida e estudos, porém a roupa escasseava e Eugénio tinha de andar vestido com calças surradas o que lhe envergonhava diante dos amigos.Dadas as condições em que vive na sua infância, Eugénio impõe um objectivo de vida: formar-se e sair da pobreza. Um dos objectivos é alcançado, o outro não e a sua frustração continua.
.
Eugénio ama Olívia, sua colega de faculdade. No entanto, procura a sua felicidade fora da pobreza casando com Eunice. Na sua mente junta o útil ao agradável, Eunice é rica e bonita logo pode (no seu pensamento) proporcionar-lhe o complemento do seu objectivo: uma vez que já está formado, agora pode também ser rico e “logicamente” feliz. Quando finalmente pensa que tem tudo, vê que afinal não tem nada e então a sua vida torna-se um lamento entediante para si e para os outros que o rodeiam. É que Eugénio nem procura felicidade no que tem, faz questão de enaltecer o que não tem e fazer disso um novo lema de vida: pensar na sua infelicidade, pensar no seu passado e no quanto poderia ter sido feliz com Olívia.
.
A maneira como o romance se inicia é bastante cativante e até “inquietante” pela curiosidade com que ficamos. Há uma chamada para o Dr. Eugénio, avisando de que Olívia vai morrer e quer falar com ele. É durante a viagem que Eugénio faz de sua casa ao Hospital que recorda (em flash-backs) e nos dá a conhecer toda a sua infância e juventude inclusive todo o seu amor por Olívia. Assim, a primeira parte do livro vai alternando entre presente e passado.
.
Só quando sente a morte a rondar Olívia é que tem a certeza da felicidade e da segurança que aquela mulher que tanto ama e amou lhe traz e continua a trazer.

Olívia é a paz, a segurança e o amor seguro e tranquilo. Um amor que só dá e nada pede em troca. Aliás, pede/impõe apenas à pessoa amada que seja confiante e segura de si.

Durante a sua vida de estudante universitário, embora mantivesse um relacionamento amoroso com Olívia, preferiu acreditar por puro egoísmo que a colega não o amava, apenas o consolava nas suas crises. E isto tudo porquê? Porque ficando com Olívia não poderia desfrutar das riquezas materiais da vida, “apenas” poderia ter um amor sincero, desfrutar de paz e alegria, mas nunca de bens materiais e posição social e isto não fazia parte dos planos do nosso médico. Assim, casa com Eunice e o calvário começa após poucos meses de casamento. Ele casa para ascender socialmente, ela casa para o salvar da pobreza. Os seus lamentos são longos e, na minha opinião, um pouco excessivos.

.O passaporte que o faz mudar de rumo na vida é a sua filha, q.ue teve com Olívia. Mas note-se que esta mudança ainda veio a muito custo e após muito pensar. Afinal ia ser novamente o médico dos pobres. No entanto, com a sua filha descobre que os bens materiais (são importantes mas…) não passam de acessórios da vida e que o amor sincero por si e pelos outros são o caminho para a felicidade..Em todo o romance Erico Veríssimo mostra a importância e influencia das relações humanas no ser a nível positivo e negativo, bem como a importância das opções e a complexidade que elas acarretam no ser que opta.
.
Neste romance há algo que é mencionado várias vezes e acho que até propositadamente: o “Megatério” (edifico de vários andares que é visto por todos os personagens de vários pontos da cidade). Eu diria que representa o elemento máximo do materialismo neste romance. É um edifício pomposo que parece olhar todos de cima para baixo, ignorando sentimentos e valores, assim como aquele que o construiu.
.
Dora é filha do dono do Magatério, e é apaixonada por um Judeu. Ama-o estoicamente, entregando-se na paz e na tranquilidade dos seus sentimentos acabando por engravidar. Através deste casal o autor mostra-nos os sentimentos que o povo daquela altura nutria por esta raça que considerava “maldita”. Assim, a infelicidade ou a vergonha instala-se por momentos nesta família. Pois Dora morre após ter feito um aborto imposto pelo pai da criança. Este tem consciência das dificuldades de integração que a criança terá. As dificuldade que ele também tem em movimentar-se numa sociedade que não esquece de escarnecer dos Judeus.
.
Simão tal como Eugénio toma uma decisão egoísta, não pensa nas consequências dos seus actos, apenas no resultado final e Dora acaba morrendo com uma hemorragia.
Os pais choram a filha, mas cedo encontram conforto no seu Magatério e nos futuros projectos.
Mais uma vez os personagens são vítimas das suas opções, Simão quase enlouquece e o Dr. Eugénio fica remoendo a culpa de não ter salvo Dora.
.
Este é um grande romance, um romance que vale a pena ler, pois Erico Veríssimo vai ao âmago do ser, tocar-lhe na “ferida” e por em evidência que normalmente o homem sabe que decisões tomar, mas que também normalmente opta sempre pelas opções erradas. Quando as tenta remediar o resultado já não é o mesmo. "
Aconselho!
Classificação: 6/7 Excelente

4 comentários:

    Oi Paula,

    Excelente resenha.

    Parabéns.

     
    On 13 julho, 2010 cris disse...

    Fiquei com vontade de ler este livro. Vai para a minha whish list...Espreita o meu blog e dá-me a tua opinião: http://otempoentreosmeuslivros.blogspot.com
    Boas leituras

     

    Deixaste-me curiosa sobre este livro. Este vai para a minha lista de futuros a ler!

     

    No final de 2013 li este livro, e gostei muito mas não consegui abstrair-me das personagens (caras) da novela que há muito anos passou na TV.
    Bjs
    Dulce

     

Blogger Templates by Blog Forum